Você não precisa gastar muito para criar um espaço aconchegante e funcional

Até pouco tempo, a manicure oferecia seus serviços dentro de salões de beleza. Porém, hoje em dia é bem comum e mais lucrativo que a profissional tenha seu próprio espaço.

E, para isso, não é preciso encontrar um grande local e nem fazer um investimento muito alto. Basta optar por itens funcionais e econômicos. Comprar uma poltrona, por exemplo, deve ser uma prioridade. 

Isso porque fazer unhas pode ser um pouco demorado, a depender da técnica utilizada, portanto, é fundamental que tanto você quanto seus clientes estejam bem acomodados. 

De todo modo, você pode e deve adotar seus próprios critérios ao definir o layout do seu salão de manicure, além de seguir suas preferências no quesito decoração.

No entanto, há alguns passos essenciais que precisam ser seguidos na etapa de montagem para que o negócio dê certo e você obtenha lucros satisfatórios. 

Pensando nisso, neste artigo, reunimos as principais dicas de como montar e decorar seu salão de manicure. Acompanhe a leitura!

Como montar seu salão de manicure?

Entre as questões que devem ser consideradas antes de iniciar a montagem do seu espaço, podemos destacar:

Tipo de público 

Primeiramente é preciso entender qual é o tipo de público que você atende ou pretende atender. Ou seja,  se você quer atrair pessoas de uma determinada classe, o ideal é montar um salão que chame a atenção desse tipo de cliente.

Localização do salão

Estudar com atenção o local em que seu salão será montado pode ser um fator determinante para o sucesso do seu empreendimento.

Um salão de manicure localizado em uma região central tende a gerar mais lucro, uma vez que a sua mão de obra será mais valorizada.

Por outro lado, se o negócio estiver localizado no subúrbio, os valores dos serviços devem ser compatíveis com a realidade local.

Em ambas as situações, é possível conseguir um bom dinheiro. O que você precisa fazer é conhecer os moradores do local, ou as pessoas que circulam por ele, a fim de entender se é possível montar uma boa carteira de clientes.

Orçamento disponível

Após definir seu tipo de público e a localização do seu salão, é preciso atentar-se ao orçamento disponível.

Se você pensa em abrir seu salão de manicure na região central, como mencionado acima, pesquise preços de aluguel e de outros serviços, como água, energia e internet. Tudo isso deve ser levado em conta durante o planejamento financeiro.

Caso o orçamento disponível seja menor do que o necessário, será preciso rever seus desejos e ajustá-los à sua realidade atual. 

Depois, de acordo com os resultados alcançados, você poderá, aos poucos, concretizar seus desejos iniciais.

Equipamentos necessários

Os equipamentos são um dos pontos mais importantes do seu salão de manicure, visto que o espaço precisa de uma estrutura básica e você precisa de materiais para trabalhar.

Alguns dos equipamentos, entre móveis e materiais de trabalho, indispensáveis para esse tipo de espaço, são:

  • poltronas próprias para salão de beleza;
  • expositores de esmaltes;
  • apoio para pés e mãos;
  • cadeiras;
  • algodão;
  • esmalte;
  • espátula;
  • estufa esterilizadora;
  • removedor de esmalte;
  • lixa de unha;
  • alicate, etc.

Com essa lista em mãos, priorize a compra de equipamentos de procedência confiável e boa qualidade. Dessa maneira, você evita qualquer tipo de problema com seus clientes.

Além disso, sempre pense em como seu ambiente pode ser melhorado. Isto é, como você pode criar um espaço ainda mais confortável e agradável.

Decoração do salão de manicure 

É preciso bater o martelo sobre a decoração ainda durante a montagem do salão, para que você compre os equipamentos de acordo com a linha decorativa que pretende seguir. 

Com o espaço montado, isto é, dispondo de móveis e dos materiais necessários para a execução do seu trabalho, é hora de ajustar os detalhes decorativos finais do ambiente.

Nessa etapa, existem alguns objetos bonitos e baratos que podem fazer toda a diferença para sua decoração. Veja a seguir:

  • puffs;
  • luminárias;
  • tapetes;
  • quadros;
  • papel de parede, etc.